Como instalar alarme residencial e quais itens são necessários?

6 minutos para ler
Tempo de leitura: 6 min

O índice de violência nas cidades tem crescido todos os anos e, infelizmente, os roubos nas residências são cada vez mais comuns. Muitas vezes, ocorrem assaltos à mão armada que, além de prejudicarem o patrimônio dos moradores, podem colocar em risco a vida de uma família.

As ações de roubo em residências são, em sua maioria, feitas de maneira rápida para não levantar suspeitas da vizinhança e evitar que os bandidos sejam localizados pela polícia. Desse modo, os assaltantes observam a rotina das famílias e a dinâmica da casa para avaliar qual o nível de dificuldade apresentado. Por isso, é necessário investir em medidas de segurança, como câmeras, cercas elétricas e alarmes.

A seguir, vamos explicar como instalar alarme residencial. Continue a leitura para conferir nosso passo a passo!

Posicione a central do alarme e encaixe a bateria

Para a instalação do equipamento ser bem-sucedida, a central do alarme, na qual fica o painel de controle, deve ser fixada dentro da construção, longe do calor do sol, de umidade e outras intempéries.

O dispositivo pode ser do modelo convencional ou aquele que é monitorado por uma central de apoio, que recebe os dados emitidos pelo aparelho em caso de invasão, fazendo imediatamente um chamado para a polícia. Além disso, é possível também conectá-lo a um circuito interno de TV para melhorar a proteção.

A bateria se localiza dentro dessa central e deve ser encaixada com cuidado, seguindo as instruções do fabricante.

Insira os sensores

Os alarmes usados em residências têm sensores que são importantes para que a sua função seja cumprida.

Assim, os sensores de movimento e de abertura das portas e janelas devem ser posicionados em locais apropriados, de acordo com a sua funcionalidade. Eles detectam a mudança de temperatura de um ambiente, por meio da leitura da energia infravermelha que os corpos emanam. Já a detecção magnética, é usada em portas e janelas para avisar quando são abertas (para passar por elas, o proprietário deve desligar o alarme).

Há outros dispositivos que irradiam raios infravermelhos que, quando são interrompidos pela passagem de alguém ou de algum objeto, acionam o alarme.

Por fim, existe a opção do botão de pânico. Um dispositivo menos comum, que deve ser posicionado em um local fora da vista — como embaixo de uma mesa ou atrás de um quadro —, mas que seja de fácil acesso para os moradores. Desse modo, quando acionado, ele libera o sinal programado pelo sistema.

Faça a fixação da sirene

A sirene é a responsável pelo aviso sonoro que informa quando um dos sensores é ativado. Ela deve ser fixada de maneira que fique a salvo da ação de vândalos, mas, ao mesmo tempo, fique visível para desencorajar o assaltante.

Coloque as câmeras de segurança

Para que seu investimento seja bem aproveitado e consiga reforçar sua segurança, é preciso conhecer suas fraquezas. Só assim, você conseguirá se antecipar aos invasores. Logo, para posicionar a câmera de maneira estratégica, é necessário saber quais os pontos mais vulneráveis da sua residência.

Feito disso, tome os seguintes cuidados:

Aparelhagem

Analisar pontos, como resolução e formato do sensor, é imprescindível para decidir qual aparelho é o mais adequado e oferece melhor custo-benefício. Veja os detalhes sobre esses aspectos.

Formato e sensor da imagem

O mercado das câmeras de segurança oferece duas tecnologias de sensores: CMOS e CCD (Charge Coupled Device). Enquanto o primeiro gera ruídos em locais com baixa luminosidade, o segundo conta com mais nitidez, cor e maior sensibilidade, diminuindo a necessidade de muita luz no local e a presença de ruídos.

O formato do sensor influencia no ângulo da gravação da imagem. Por exemplo, o formato 1/3 capta em 68°, o que gera maior ângulo da cena. Já o 1/4 capta um ângulo menor que 54°.

Resolução

O ideal é utilizar câmeras com qualidade de resolução superiores. Quanto maior a quantidade de linhas, melhor a performance. No mercado, é possível encontrar câmeras de 380, 420 e 480 linhas. Acima de 500 linhas são opções apenas de câmeras profissionais.

Altura

Escolher a altura certa para acomodar a aparelhagem é outro ponto fundamental para garantir a segurança do local. A recomendação é que o equipamento seja instalado a um pouco mais de três metros do chão, pois evita que sofra vandalismo, caso fique ao alcance de pedestres ou demande alta resolução para captar as imagens se estiver alto demais.

Iluminação

Câmeras externas estão expostas ao sol — o que requer cuidado com o ângulo de incidência solar. Logo, o mais recomendado é posicioná-las contra a luz natural. Já para as filmadoras internas, o indicado é que a iluminação seja uniforme e tenha acendimento automático ou visão noturna.

Outro fator importante é a distância entre a câmera e a fonte de luz. Caso estejam muito próximas, suas filmagens serão corrompidas por “clarões” indesejados.

Instalação

A inserção de câmaras internas é mais simples por não sofrer variações climáticas ou correr o risco de ser danificada por vândalos. Colocar o equipamento atrás de portas para surpreender possíveis invasores é uma tática comum. Uma dica, é apontá-lo para a janela, assim ele consegue captar imagens externas, caso a aparelhagem na parte de fora esteja danificada.

As câmeras externas, por sua vez, precisam resistir ao calor, à chuva etc. Lembre-se de que devem estar sempre em sentido contrário à luz solar. É possível, no máximo, posicioná-la de forma que a energia solar atinja sua lateral ou em um ângulo.

Modelos Pan tilt são melhores para ambientes externos, enquanto as câmeras de domo são mais adequadas para áreas internas.

Faça a conexão dos cabos

Só então, depois da instalação nos locais apropriados de todos os equipamentos, é que os cabos devem ser conectados nos dispositivos até a central, tomando o cuidado de fazer as conexões de acordo com o manual de instruções. O condutor de energia deve ser ligado por último.

Pronto! Com essas informações você já sabe como instalar alarme residencial e a importância desse equipamento para a segurança da sua família. Para que seu sistema tenha um bom funcionamento, lembre-se de adquirir um kit de qualidade, de uma empresa com boa reputação e fornecedores confiáveis.

Agora, assine nossa newsletter para receber conteúdos relevantes direto na sua caixa de mensagens!

Rock Content

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This
Scroll Up